POLÍCIA MILITAR PROTAGONIZOU OPERAÇÃO PARA SEGURANÇA NO TRÂNSITO DA CIDADE DE GARÇA

Polícia Região Últimas Notícias

A operação realizada na cidade de Garça, nesta quarta-feira (19), pelo Pelotão do Policiamento de Trânsito da Polícia Militar (do 9º BPM/I), a fim de garantir a segurança no trânsito das vias públicas, contou com a fiscalização de mais de 150 veículos, entre carros e motos, além de testagens de alcoolemia.
Após desobedecer ordem de parada policial e transpor o bloqueio viário, um motoqueiro vai ter que arcar com os custos das seguintes autuações: transpor bloqueio viário, desobedecer a ordem de parada policial, manobra perigosa, avançar sinal vermelho do semáforo, dirigir veículo sem ser habilitado, ameaçar os demais veículos, conduzir veículo sem qualquer placa de identificação, sem equipamento obrigatório (retrovisores) e silenciador de motor e explosão e emissão de gases inoperante, por fim, permitir a direção de veículo automotor por pessoa não habilitada.
Como aconteceu: Na rua Getúlio Vargas, foi dada ordem de parada ao condutor de uma motocicleta, sem placas de identificação, que não obedeceu, transpôs o bloqueio e seguiu em alta velocidade. As equipes policiais-militares realizaram o imediato acompanhamento por várias ruas, com os sinais sonoros e luminosos ligados, a fim de alertar os demais usuários da via pública.
Na rota de fuga, o condutor não respeitou qualquer sinalização do trânsito, dirigiu de forma perigosa, cruzou ruas e avenidas com circulação de pedestres, colocando em risco a sua própria vida, a equipe policial e a terceiros. Diante da conduta imprudente e negligente do motoqueiro, os policiais decidiram abortar o acompanhamento a fim de prevenir acidentes e preservar vidas, não sendo realizada a abordagem.
Mas, durante o acompanhamento, os policiais perceberam que uma mulher acenou às equipes e pararam para atendê-la, era a mãe do condutor informando que a motocicleta pertencia ao seu marido. Além da motocicleta sem emplacamento, foi constatado que o condutor também não era habilitado para dirigir veículos automotores em via pública.
Foi registrado boletim de ocorrência Desobediência na direção de veículo, que foi encaminhado à Polícia Civil para apreciação. Em suma, o condutor e o proprietário da motocicleta ainda poderão responder criminalmente pelos crimes constantes nos artigos 309, 310 e 311 do Código de Trânsito Brasileiro.
A Polícia Militar alerta para os riscos de dirigir em alta velocidade em vias urbanas e orienta os condutores a seguirem as leis e sinalização de trânsito para garantir a segurança de todos.

Comunicação Social 9º BPM/I

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.