Comissão de Resíduos da Santa Casa de Marília faz um balanço da sua atuação no último biênio

Cidade Saúde Últimas Notícias

O valor total recebido com os reciclados em geral foi de R$ 13.165,34 

A Gestão 2019/2021 da Comissão de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde da Santa Casa de Marília fez um balanço das ações durante o seu período de atuação no hospital.

Nestes dois últimos anos, a comissão desenvolveu um importante trabalho na instituição, conforme preconiza a RDC 222/2018 (Resolução de 28 de março de 2018 que regulamenta as boas práticas de gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde).

Além do cumprimento legal perante a legislação, a comissão fechou parcerias com as empresas M.M de Lima Aparas e Sucatas e Bellaplas Indústria e Comércio de Artefatos Plásticos.

A segregação de resíduos recicláveis como papelão, papéis, plásticos, lacres de alumínio, tampinhas plásticas e gelok gerou recursos ao hospital. O valor total recebido com os reciclados em geral foi de R$ 13.165,34.

A verba foi aplicada em ações de infraestrutura como a aquisição de lixeiras padronizadas e identificadas, placas de sinalização e carrinhos de transporte de resíduos (comum, infectantes e químicos).

A Comissão de Resíduos também implementou o projeto Papatampa, em que os colaboradores e transeuntes passaram a depositar as tampinhas plásticas em bombonas identificadas e disponibilizadas em pontos estratégicos do hospital. Total de 711 Kg de tampinhas foi arrecadado em dois anos. 

“Agradecemos a todos que colaboraram com o nosso projeto e a mensagem que fica é: reciclar é fazer nossa parte para um mundo mais sustentável”, enfatizou o presidente da Comissão na Gestão 2019/2021, o técnico de segurança do trabalho do SESMT (Serviçio Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho), Clayton Corona, que agora passou o comando da representação à encarregada do setor de Higiene Hospitalar da Santa Casa de Marília, Elizabete Silveira.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Santa Casa de Marília