38 MILHÕES DE PESSOAS TRABALHAM NA INFORMALIDADE NO BRASIL

Brasil Últimas Notícias Variedades

Na última sexta-feira (28) o IBGE (Instituto Brasileiro de Economia e Estatística) publicou os dados da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua).

Os dados apresentam a situação do mercado de trabalho, educação e renda, por exemplo. De acordo com a pesquisa, cerca de 38,578 milhões de pessoas estavam trabalhando de forma informal até novembro de 2021.

O número apresenta uma queda se comparado com 2020, quando o número era de 38,845 milhões de pessoas na informalidade.

Baseado neste número, 40,6% dos trabalhadores brasileiros são informais, se sustentam por meio de bicos, freelas, contratos em pessoa jurídica.

Entre outubro e novembro de 2021 foram criadas 1,372 milhão de vagas informais, um aumento de 3,7% se comparado com o trimestre anterior. Se comparado ao mesmo período de 2020 foram 5,037 milhões a mais de pessoas em trabalhos informais.

Pessoas autônomas, que trabalham por conta própria também entram na conta da informalidade e são 25,841 em novembro de 2021.

Com o fechamento das empresas por causa do distanciamento social imposto pela pandemia, as pessoas se viram obrigadas a procurar empregos informais para pagar suas contas e se alimentar.

De acordo com o IBGE eram 34,224 milhões de pessoas com trabalho assinado em carteira em novembro de 2021.

O número de vagas em empregos formais cresceu 1,33 milhão, um aumento de 4,0% entre os meses junho e agosto de 2021. Já em comparação com os meses de setembro e novembro de 2020 o aumento foi de 8,4%, um total de 2,645 milhões de vagas no mercado formal de trabalho.