SUSPEITO DE ESFAQUEAR MULHER GRÁVIDA TEM PRISÃO PREVENTIVA DECRETADA; BEBÊ NÃO RESISTIU

Brasil Polícia Últimas Notícias

O homem de 39 anos que foi preso no domingo (11) suspeito de esfaquear a companheira grávida em Júlio Mesquita teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. A mulher está internada na UTI. Já o bebê, que estava na barriga da mãe, não resistiu aos ferimentos e morreu.

O crime aconteceu na casa da vítima de 38 anos, que estava grávida de seis meses. Segundo a Polícia Militar, a gestante foi encontrada deitada no sofá da sala após pedir ajuda e foi levada ao Hospital das Clínicas de Marília.

O HC informou que a paciente está internada em estado grave na UTI, instável, depois de “receber toda a assistência necessária”.

De acordo com a PM, o suspeito, Carlos Alberto dos Santos, foi encontrado em um bar após o crime e, durante a prisão, contou aos policiais que queria ter matado a vítima, mas não conseguiu. Ele também disse aos policiais que não estava arrependido.

Depois de detido no bar, o homem foi levado à Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília. Ele não informou à polícia onde estava a faca usada no crime, que é investigado inicialmente como tentativa de feminicídio.