ABELARDO CAMARINHA, EM LIVE NA RÁDIO 950, FALA SOBRE A PRISÃO DE MÁRCIO SPÓSITO, CABIDE DE EMPREGOS E FALTA DE OBRAS POR PARTE DA PREFEITURA

Cidade Política Últimas Notícias

Na manhã desta quinta-feira (3) durante live, Camarinha tocou em diversos temas pertinentes à cidade de Marília. De acordo com Camarinha, o IPVA deve render mais de 100 milhões de reais para os cofres públicos municipais neste ano, porém mesmo com tanto dinheiro em caixa, a cidade está parada.

Não há obras, não há reformas em escolas, ginásios de esportes, entre outros prédios públicos que estão abandonados. A reforma da Praça São Bento, que já custou R$ 7 milhões aos cofres públicos ainda não teve sua obra finalizada. Enquanto isso, a família do prefeito e alguns amigos, tem construído mansões para venda na região, segundo denúncias.

Além disso, a prefeitura virou um grande cabide de empregos em troca de favores políticos. Ainda de acordo com denúncias, tudo isso seria um preparo para a campanha da filha do prefeito, Dani Alonso. Daniel teria nomeado mais de 200 comissionados, mesmo após ter prometido em campanha que acabaria com a prática dos comissionados.

Parentes do prefeito também teriam sido nomeados, além de parentes de alguns pastores, familiares de vereadores, entre outros. E quem paga essa conta? O povo, o povo é quem sofre, de acordo com Camarinha.

A prefeitura recebeu R$ 77 milhões para o enfrentamento ao Covid no ano de 2019, e pouco foi visto sendo feito pela prefeitura para facilitar este momento tão difícil para a população, houve filas nos atendimentos, e pessoas morrendo sem ao menos serem atendidas.

Camarinha faz um apelo ao vereador Élio Ajeka, para que a CPI da Covid seja efetiva, e descubra de fato onde foi colocado o dinheiro.

Ainda de acordo com Abelardo Camarinha, Vanderlei Dolce, que é Secretário do Meio Ambiente e Limpeza Pública, comprou recentemente um cavalo milionário, com valor muito além de seus rendimentos mensais. O assessor costumava ser funcionário da Casa Sol, empresa que pertence ao prefeito municipal Daniel Alonso. No ano passado ele também foi denunciado pelo vereador Júnior Féfin por enriquecimento ilícito.

Camarinha também relembrou sobre a denúncia que o vereador Eduardo Nascimento fez contra o Assessor Especial Alisson, que teria comprado uma mansão que não condiz com seus rendimentos, além de ter registrado apenas o terreno, deixando de pagar impostos e estando em ilegalidade.

Ainda de acordo com a denúncia do vereador Eduardo Nascimento, Daniel Alonso teria comprado 30 lotes de terrenos no condomínio Vila Flora, próximo ao Marília Shopping.

Camarinha ainda lembrou que Daniel acabou com a Legião Mirim, que formava cidadãos, dando cultura, esporte lazer, cidadania e o primeiro emprego para tantos jovens marilienses, e ao invés disso contratou a empresa Rizzo Park, empresa que vem sendo investigada sobre sua má atuação e atualmente está sem funcionar na cidade.

Ele também fez questão de lembrar sobre o terreno da Fepasa que foi invadido pelo prefeito para a construção de um estacionamento para a sua empresa Casa Sol e asfaltado pela Codemar.

POLÊMICA SOBRE PRISÃO DE CHEFE DE GABINETE DO PREFEITO

Abelardo Camarinha também comentou sobre a polêmica envolvendo o chefe de gabinete de Daniel Alonso, Márcio Spósito, que estaria sendo processado por fraude e estaria preso de acordo com boatos que percorrem a cidade.

A prefeitura não confirmou a prisão do chefe de gabinete do prefeito, porém, por diversas vezes, Márcio Spósito foi procurado pela equipe de Camarinha e não foi encontrado em seu gabinete.

De acordo com Camarinha, onde há fumaça, há fogo, e ainda desafiou Márcio e o prefeito Daniel, que caso o boato não seja verdadeiro, que ele ou o prefeito liguem na rádio 950 para provar que a informação sobre sua prisão por levar propinas em nome do prefeito é mentirosa. Porém até o final da live ninguém da Prefeitura se manifestou.