CORREGEDORIA SUSPENDE ATUAÇÃO DA EMPRESA RIZZO PARKING E VEREADOR ROGERINHO TEM AUDIÊNCIA PÚBLICA MARCADA PARA INVESTIGAR IRREGULARIDADES DA EMPRESA

Cidade Política Últimas Notícias

No último sábado (26) foi publicada no Diário Oficial do município de Marília a decisão da Corregedoria Geral que suspende o contrato da Prefeitura Municipal com a empresa Rizzo Parking.

A empresa opera a zona Azul de Marília desde agosto de 2021 e tem sofrido diversas críticas por parte dos usuários e dos comerciantes, que se sentem prejudicados pelo serviço.

O vereador Rogerinho já havia agendado um Audiência Pública, que deve acontecer no dia 9 de março na Câmara Municipal, visando investigar os abusos cometidos pela empresa Rizzo Park.

A corregedoria também aponta uma série de irregularidades com o não cumprimento de itens que constavam no contrato.

Além disso o pagamento mensal que deveria ser repassado à Emdurb não vem sendo cumprido, sendo os valores repassados pela empresa menores do que estava previsto em contrato.

Valdeci Fogaça, presidente da Emdurb, informou que desde o início do contrato a empresa não vem cumprindo com sua finalidade.

“Entendemos o período inicial de adaptação mas está havendo total descumprimento do contrato. A falta de parquímetros funcionando, número mínimo de funcionários, falta de publicidade em massa orientando a população na utilização do aplicativo. São quesitos que estavam previstos no edital”, disse Fogaça.

“Hoje estamos com o contrato suspenso e sem retorno programado”, completou o presidente da Emdurb.  

Entre os problemas apontados na decisão publicada no Diário Oficial estão a falta de funcionários, notificação de motos que tem estacionamento gratuito amparado por lei nos bolsões, a não devolução da taxa de R$ 20,00 na forma do Decreto 12396/2018.

A Rizzo Parking informou em nota que ainda não foi comunicada sobre nenhum processo administrativo por parte da Prefeitura de Marília, e informou que em pesquisa de opinião realizada no último mês de janeiro foi constatado 78% de aprovação dos usuários.

“Nossos atendimentos periódicos chegam a quase 100 mil pessoas e as reclamações não representam nem 1% da totalidade. Inclusive, temos toda essa pesquisa documentada, caso haja necessidade de consulta.” Disse a empresa.

A Rizzo informou ainda que tem 48 funcionários em Marília e que foram investidos quase R$ 3 milhões na cidade, sempre priorizando a contratação de mão de obra local e a devolutiva de serviços públicos de qualidade aos municípios que atendemos.