RECEITA FEDERAL ARRECADA R$ 1.8 TRILHÃO EM 2021

Brasil Política Últimas Notícias

A Receita Federal encerrou 2021 com uma arrecadação recorde de R$ 1,8 trilhão, um aumento real de 17,3% em relação a 2020.

De acordo com a Receita, a melhora se deve à recuperação de indicadores macroeconômicos como a produção industrial e a venda de bens e serviços.

O secretário especial da Receita Federal, Julio Cesar Vieira Gomes, afirmou que dados preliminares apontam para uma aceleração da recuperação econômica neste ano.

Julio Cesar destacou que a evolução dos indicadores em 2021 pode ser comprovada por dados como a maior arrecadação sobre o desempenho de empresas por meio de IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica) e CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) que juntos renderam R$ 393,1 bilhões.

Um aumento real de 31,1% em relação ao ano anterior (em números absolutos, uma elevação de R$ 93,2 bilhões).

Entre os tributos que mais impulsionaram a arrecadação em 2021, também estão PIS (Programa de Integração Social), Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) e Receita Previdenciária.

O secretário afirmou também que além disso há uma indicação de melhora de renda das famílias devido ao aumento da arrecadação com o IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física), com crescimento de 25% em 2021 (para R$ 58,9 bilhões).

Os dados do relatório da Receita, no entanto, apontam que essa arrecadação avançou por outros fatores, como a maior venda de bens pela população.