PREFEITO DE GUARUJÁ É PRESO POR DESVIO DE VERBA PÚBLICA

Brasil Polícia Política Últimas Notícias

Nesta quarta-feira (15) o prefeito de Guarujá, Válter Suman (PSDB) e o secretário de Educação, Marcelo Nicolau, foram presos pela Polícia Federal após uma operação para apurar um esquema de desvio de dinheiro.

A “Operação Nadar” apura um esquema de desvio de dinheiro na rede pública de saúde, a residência do prefeito foi alvo de um doa mandados de busca e apreensão. Outro alvo foi a casa do secretário de Educação.

Em ambos os imóveis foram encontradas grandes quantias de dinheiro, os dois foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Santos para prestar esclarecimentos.

Após horas de esclarecimentos, ambos foram levados para o Centro de Detenção Provisória de São Vicente e passarão por audiência de custódia nesta quinta-feira (16).

Em nota a Prefeitura de Guarujá afirmou que apenas conheceu o teor das investigações através das informações veiculadas pela imprensa, tomando assim conhecimento que se trata de uma denúncia acerca de contratos do município com a Organização Social Pró Vida, que fazia a gestão de 15 Unidades de Saúde da Família e a UPA Dr. Matheus Santamaria.

Ainda de acordo com a prefeitura, o prefeito Válter Suman teria entrado com uma intervenção que acabou culminando na desqualificação da Organização Social Pró Vida, por irregularidades tais como não pagamento de salários, verbas rescisórias e fornecedores, até falha nas prestações de contas e perigo de desassistência ao público.

A investigação começou quando o Ministério Público do Estado de São Paulo indicou que havia indícios de irregularidades no contrato entre a Prefeitura de Guarujá e a Organização Social Pró-Vida, no início deste ano. O caso foi encaminhado ao Ministério Público Federal e para a PF por envolver verba pública.