Casos de Covid no Brasil continuam subindo e média móvel é a mais alta dos últimos dois meses

Brasil Saúde Variedades

Nesta terça-feira (31) o Brasil registrou 41.486 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 31.016.354 infectados pelo coronavírus desde o começo da pandemia.

A média móvel foi a maior desde 30 de março, totalizando 26.206 diagnósticos positivos. O número é 48% maior que o cálculo de 15 dias atrás, o que demonstra tendência de alta pelo quinto dia consecutivo.

Foram registradas no país 159 mortes por Covid-19, elevando para 666.727 o total de vidas perdidas no país para o coronavírus. Já a média móvel foi de 110 óbitos.

O número de mortes por Covid-19 registrado é 5% menor que o cálculo de duas semanas atrás, o que demonstra tendência de estabilidade pelo nono dia consecutivo. Dez estados não registraram mortes nas últimas 24 horas. Os números de casos e mortes foram atualizados em 26 estados.

23 unidades federativas do Brasil atualizaram seus dados sobre a vacinação contra a Covid-19 nesta terça-feira.

178.487.721 pessoas receberam a primeira dose de um imunizante, o equivalente a 83,08% da população brasileira.

A segunda dose da vacina, foi aplicada em 166.131.209 pessoas, ou 77,33% da população nacional e 92.744.104 pessoas receberam uma dose de reforço, ou 43,17% dos brasileiros habilitados. Pelo menos 3.396.637 já receberam a segunda dose de reforço.

Até o momento, ao menos 12.436.590 crianças de 5 a 11 anos já receberam a primeira dose contra a Covid-19. Esse valor representa 60,67% da faixa etária. A vacinação infantil nas capitais tem avanço desigual, falhas de registro e atraso nos dados. Por isso, as estatísticas podem estar aquém da realidade. Apenas 6.679.277 ou 32,58% das crianças dessa faixa etária receberam a segunda dose.