AMBEV PATROCINARÁ EM R$23 MILHÕES O CARNAVAL DE RUA DE SÃO PAULO

Brasil Últimas Notícias

A CRBS S.A., empresa ligada à Ambev, será patrocinadora do carnaval de rua de São Paulo em 2022. O valor de 23 milhões era o valor mínimo estipulado em edital, e foi tornada pública a proposta pela empresa nesta segunda-feira (8).

A Ambev já havia patrocinado o carnaval de rua de São Paulo em 2019 e 2020, através da empresa Arasuco. A Prefeitura espera repetir o público de 2020 com 15 milhões de foliões.

A realização dependerá da liberação dos órgãos municipais de saúde, dependendo da situação da pandemia da covid-19.

Nas edições anteriores houve crescimento, porém para 2022 as inscrições caíram 9,68%, com 867 solicitações de desfiles, o que em 2020 foram 960.

Serão 8 dias de festividades, 19 e 20 de fevereiro (pré-carnaval), 26 a 28 de fevereiro e 1º de março (carnaval) e 5 e 6 de março (pós carnaval).

Parte dos blocos se inscreveu com hesitação e decidirá se de fato participará próximo a data. Em 2020 30% dos inscritos desistiram até quatro dias antes da programação por questões como patrocínio, organização e outros.

Uma pesquisa apontou que 73,6% dos foliões moram na cidade e 50,4% vai a mais de um desfile. Outro dado é que o público majoritariamente utiliza transporte público para ir aos desfiles.

A Prefeitura em coletiva mostrou ter desenvolvido um cálculo para estimar a capacidade e a quantidade de públicos dos desfiles para planejamento da infraestrutura.

Os desfiles de maior porte continuarão concentrados na Rua da Consolação, na Avenida Tiradentes, no Parque do Ibirapuera e em outros sete pontos.

Em outubro, a Prefeitura também anunciou a instalação de tendas temáticas de cuidado infantil e também contra a violência contra a mulher, o assédio, o racismo e a LGBTfobia. Serão distribuídas pulseiras para a identificação de crianças e adolescentes, além de camisinhas.