PASTOR ADOTA MENINA QUE HAVIA SIDO ESTUPRADA PELO PAI E COMETE O MESMO CRIME

Brasil Polícia Últimas Notícias

Um pastor que adotou uma menina de 13 anos que havia sido abusada pelo pai foi preso por cometer o mesmo crime com a menina. Ele foi preso em Ponta-Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná.

De acordo com a polícia o pai da menina foi preso em 2019 por abusar da garota e na época o pastor e a esposa solicitaram a guarda provisória.

A menina viveu com o casal entre o final de 2019 e julho de 2020, quando voltou a morar com sua mãe. Porém em agosto a mãe percebeu que havia algo errado e alguns dias depois, flagrou a menina e o pastor dormindo em seu quarto, enrolados em um lençol.

Eles todos moravam em Capivari, interior de São Paulo, porém após a mãe da menina registrar o boletim de ocorrência o pastor fugiu para o Paraná.

O homem chegou a dar dois celulares para a menina, um deles foi danificado por sua esposa ao descobrir os estupros, ela também teria batido na criança.

A esposa do pastor é acusada de torturar a criança de 13 anos, de forma física e psicológica, impedindo a menina de sair do quarto e a obrigando a ler a bíblia como punição por ter sido estuprada.

O pastor ficou dois meses foragido mas foi encontrado pela polícia e preso.