QUANTO CUSTARIA O COMBUSTÍVEL CASO FOSSE RETIRADO O ICMS?

Brasil Política Últimas Notícias

Para responder essa pergunta primeiro precisamos entender o processo. O petróleo é extraído a 7 mil metros de profundidade, depois viajam 300 km para chegar às refinarias, passando por processos químicos e físicos.

Derivam-se então os produtos como gasolina, óleo diesel e gás liquefeito, que são vendidos para distribuidoras que fazem a revenda para os postos de distribuição.

As distribuidoras compram nas refinarias a gasolina. De acordo com a legislação brasileira, ela deve ser misturada com Etanol anidro.

No preço que o consumidor paga, já estão inclusos o serviço da Petrobras, o custo do etanol (definido livremente por seus produtores), as margens das distribuidoras, dos postos e de todos os impostos devidos. Em média a Petrobras recebe 2,00 por cada litro.

No preço da gasolina, por exemplo, está embutido 10,7% da distribuição e revenda, 16,9% do custo do etanol Anidro, 27,7% do ICMS, 11,3% do CIDE, Pis/Pase e Cofins e 33,4% da realização da Petrobras.

Sem o ICMS tirar-se-ia então os 27%. Um exemplo se o preço da Petrobrás na revenda fosse de R$ 1,995, o preço de revenda médio seria 6,171 e o preço sem o ICMS ficaria 4,461.